Casa Magis promove voluntariado jovem

24/01/2016 12:57:24 - Por Camila Oliveira

23_12_2015_12_06_09

Jovens colaboradores das obras da Companhia de Jesus participaram do voluntariado na Escola Materno Infantil (EMIPA). Durante uma semana, os voluntários desenvolveram atividades lúdico-educativas com 70 crianças (alunos, ex-alunos e moradores da comunidade) envolvendo jogos, oficinas de dança e teatro, produções artísticas e contação de história. O encerramento das atividades contou com a apresentação de balé das alunas da Academia Luciana Libânio e da professora de dança do Diocesano Infantil, Isis Beatriz Teles, além da encenação no clásssico "Chapeuzinho Vermelho" pelo grupo “Fino Trato”, composto por professoras do Diocesano Infantil.

A atividade, promovida pela Casa Magis, espaço da Rede Jesuíta dedicado ao acompanhamento, vivência da espiritualidade e formação da juventude, integra o projeto das Experiências Magis, do Programa Magis Brasil. As experiências são missões destinadas a juventude que acontecem nos meses de férias, fomentadas em todo o país. Podem acontecer em seis diferentes eixos: peregrinação; ecologiaespiritualidadeação socialinserção sociocultural e arte.

23_12_2015_12_00_35

Os 20 voluntários, de diversas partes do país foram convidados a deixar seus lugares de origem e vivenciar outras realidades. A experiência buscou conduzir os jovens a um modo diferente de vivência com o Cristo e com as outras pessoas para além das fronteiras com as quais estamos acostumados. Para o vocacionado jesuíta Fabrício Vassoler, que já participou de outras missões, foi uma experiência inovadora já que nunca tinha trabalhado com o público infantil. “O segredo é você confiar e se doar. Fico feliz por ter conseguido despertar tanta alegria nessas crianças”, conta. Naiane Anjos, jovem voluntária que trabalha com juventude no bairro Socopo fala sobre sua experiência: “O voluntariado não foi só uma missão, foi um momento de consolação dado por Deus”. Para o estudante de Filosofia Carlos Miguel de Brum, SJ, a experiência foi renovadora. “Um dos frutos que levo é o resgate da infância. As crianças são o sinal da esperança de Deus”, afirma.

 O coordenador pedagógico da EMIPA, Ir. Jorge de Paula, SJ, ressalta que a juventude é prioridade nas obras da Companhia de Jesus e que as experiências de inserção em diferentes realidades ajudam na formação espiritual e social desse público. “O voluntariado levou os jovens a uma experiência de cidadania infantil; pensar a infância como espaço de crescimento ”, afirma. O diretor da Escola Materno Infantil Padre Pedro Arrupe, Ir. Raimundo Barros, SJ, ressalta o aprendizado que as experiências de missões proporcionam. " É uma possibilidade de confronto com realidades, que tem por objetivo incentivar o engajamento social, para que os jovens se sintam capazes de colaborar de forma significativa". 

Confira mais fotos

 

Deixe um comentário

0 Comentário