Promoção de uma cultura de paz é dever de todos

27/12/2018 00:00:00 - Atualizada em 21/12/2018 09:23:28 - Por Camila Oliveira

          


           O Dia Mundial da Paz é celebrado em 1º de janeiro. A data foi criada pelo papa Paulo VI e foi comemorada pela primeira vez em 1968. Desde então, os papas escolhem um tema para ser discutido no dia. Em 2019, o tema escolhido pelo papa Francisco é “A boa política está a serviço da paz”.

O desenvolvimento de uma cultura de paz é uma preocupação mundial. Nesse processo, é importante a tomada de consciência, que faz com que as pessoas conheçam seus direitos e deveres e entendam o seu papel na promoção de um mundo mais pacífico. “A intenção dessa data ultrapassa os muros da Igreja. Todos são convidados a refletir”, enfatiza o diretor espiritual da Pastoral do Colégio Diocesano, padre Valdivino Teixeira, SJ.

“Quando falamos de paz, tendemos a pensar que é dever de outros. Mas é uma função de cada um de nós”, ressalta o padre. De acordo com o jesuíta, a paz é promovida a partir de pequenas atitudes de cada indivíduo. “A paz está no convívio com as outras pessoas. Está no respeito, no tratar com igualdade, na justiça, no perdão”, afirma.  

 A promoção da paz passa, fundamentalmente, pelas políticas de acolhimento, igualdade e fraternidade. “A política bem-feita produz uma ação social que atinge a todos, especialmente os mais pobres”, comenta o padre.

                A nota divulgada pela Santa Sé ressalta que “a responsabilidade política pertence a cada cidadão, em particular a quem recebeu o mandato de proteger e governar. Essa missão consiste em salvaguardar o direito e incentivar o diálogo entre os atores da sociedade, entre gerações e culturas”.  

Deixe um comentário

0 Comentário