Projetos para DIOFEIRAC propõem intervenções na sociedade e no meio ambiente

12/09/2016 09:34:52 - Atualizada em 19/09/2016 07:31:33 - Por Camila Oliveira

Com o tema “Dio Sustentável: como garantir um futuro responsável? ”, a DIOFEIRAC – Feira de Conhecimento do Diocesano – acontecerá nos dias 5, 8 e 10 de outubro. E os estudantes já estão se mobilizando para apresentar seus projetos. Além de fomentar a discussão sobre os mais variados assuntos relacionados ao tema, todos eles propõem ações de intervenção na cidade e/ou na escola.

“O simples ato de plantar uma árvore já representa um bem para o futuro”, ressalta o aluno Deusdedith Carvalho, da 2ª série A, do Ensino Médio. É com essa ideia que a equipe coordenada ele desenvolveu o projeto SustentART. A proposta é semear dentro do colégio, na praça Saraiva e em um sítio na zona rural. A ideia é lembrar a comunidade escolar e a população de Teresina sobre a importância das plantas para a preservação da camada de ozônio.

Com projeto semelhante, um grupo da 3ª série C, do Ensino Médio, pretende auxiliar o Diocesano na adoção de práticas sustentáveis. A intenção é trabalhar com a conscientização das crianças da Educação Infantil, levando-as a cultivar uma árvore todos os anos, que posteriormente poderiam ser levadas a cidade de Santo Inácio (PI) para tratar a desertificação da região. Além disso, os alunos sugerem a troca dos copos descartáveis utilizados pelos professores por canecas personalizadas, que podem ser reutilizadas e não poluem o meio ambiente. “A ideia é apresentar na feira a maquete de uma cidade autossustentável, que vai medir 3,5m por 3,9m”, conta o coordenador da equipe, Mário Emanuel.

Os alunos Deusdedith Carvalho, Nathan de Lavôr, Camila Arêa Leão e Mário Emanoel

As propostas chamam a atenção por revelarem a consciência social e ambiental dos alunos do Colégio Diocesano. O grupo de Camila Arêa Leão, da 1ª série C do Ensino Médio, por exemplo, vai tratar sobre sustentabilidade social. Com o título “Hospital de Almas: Recuperando dignidades”, a ideia do projeto é dar maior visibilidade ao trabalho filantrópico desenvolvido na Comunidade Terapêutica Padre Pio, que oferece o serviço de reabilitação a dependentes químicos. “A intenção é fazer uma parceria com a Casa MAGIS para arrecadar doações para a comunidade, porque fomos lá e vimos que eles precisam muito de alimentos e roupas”, explica Camila. Os estudantes propõem um projeto vitalício, onde as doações sejam enviadas a cada trimestre.

O projeto “Delectare e Docere (Prazer Pela Leitura) ”, de alunos do 9º ano D, do Ensino Fundamental, visa incentivar a leitura, apresentando-a como indispensável para a formação de pessoas conscientes sobre os cuidados necessários com o mundo e com os outros. Os estudantes farão uma coleta de livros durante a DIOFEIRAC, que posteriormente serão doados a uma instituição de caridade e lidos para as crianças, de forma que as envolva e fomente nelas o hábito de ler. No dia da feira, o stand terá um espaço de leitura com várias obras disponíveis. “A leitura é muito importante para o desenvolvimento do senso crítico das pessoas e, consequentemente, de um senso a respeito da sustentabilidade”, afirma o coordenador do grupo, Nathan de Lavôr.

Deixe um comentário

0 Comentário