Projeto Plantale trabalha a preservação da natureza

24/11/2015 12:32:21 - Por Camila Oliveira

Os alunos do 6º ano C do Ensino Fundamental participaram de mais uma etapa do Projeto Plantale. Desta vez, trabalhando o tema "Cuidando da Criação". Esse momento aconteceu na Casa Magis, que é um espaço dedicado ao acompanhamento, vivência da espiritualidade e formação da juventude, mantido pela Companhia de Jesus.

edit

Os alunos contemplaram a criação por meio de imagens, música e de textos bíblicos do livro do Gênesis. Após, criaram peças de argila com elementos que retratam a vida. As produções serão expostas na Diofeirac,  no dia 30 de setembro. O momento, preparado por ex-alunos do Diocesano que atuam na Casa Magis, proporcionou reflexão sobre a importância de preservar a natureza e a vida no planeta.

O Plantale deste ano tem como tema “Plantar a Paz é Cultivar a Vida”, com o objetivo de conscientizar a comunidade escolar e extraescolar sobre os impactos ambientais gerados pela ação do homem em relação ao meio ambiente. Este ano, a proposta da atividade é retornar ao primeiro projeto desenvolvido em 2011 na Comunidade Alegria, alertando a comunidade daquela área para as responsabilidades que cada um tem com a “saúde” do meio ambiente.

edit2

A escolha da localidade foi realizada a partir da observação de denúncias feitas aos jornais sobre o acúmulo de detritos na área inapropriada, situada no cruzamento das avenidas Dr. Manoel Aires Neto e a Estrada da Alegria, Zona Sul de Teresina. A proposta de intervenção nessa área é o estabelecimento de parcerias com o Conselho Comunitário, Comunidade Escolar e o Setor Público, para minimizar os problemas ocasionados pelo despejo de lixo.

Os alunos farão uma visita técnica ao local para reconhecimento do território, análise do solo e da água, a fim de desenvolver argumentos que sustentem uma denúncia aos órgãos municipais de Meio Ambiente. Após esse procedimento, serão apresentados os resultados das análises, feita uma limpeza no local e realizado plantio de mudas de plantas nativas.

Confira mais fotos

Deixe um comentário

0 Comentário