​Embaixadores da transformação entregam manifesto da campanha Inacianos pelo Haiti

24/01/2017 13:10:21 - Atualizada em 24/01/2017 13:19:35 - Por Samira Ramos

Os embaixadores da transformação entregaram manifesto da campanha Inacianos pelo Haiti para a direção do Colégio Diocesano. O manifesto foi produzido pelos alunos à frente do projeto nas instituições jesuítas da Federação Latino-Americana de Colégios da Companhia de Jesus – FLACSI. Estavam presentes o diretor geral do Diocesano, Ir. Raimundo Barros, SJ, a diretora acadêmica, professora Margareth Santos, pela coordenadora de convivência, professora Edinelza Macau, pela coordenadora geral da Educação Infantil, professora Jovina Nascimento, e pela mãe de dois alunos, que esteve à frente da campanha na Educação Infantil, Gerlany Leite.

Os embaixadores da transformação do Colégio Diocesano, a aluna da 3ª série do Ensino Médio, Maria Victória Coimbra, o ex-aluno José Victor Cruz, e a ex-embaixadora, Maria Victória Waquim, da 3ª série, que retorna ao colégio após seis meses morando em outro estado, participaram da elaboração do documento. De acordo com Ir. Raimundo, a campanha reforça o conceito de que a solidariedade não tem barreiras. “Escutar o depoimento dos embaixadores sobre a experiência de engrandecimento pessoal é o saldo maior da campanha”.

O diretor ressalta que a vinda das professoras haitianas, que passaram três meses em formação na Educação Infantil, permitiu o entendimento sobre a importância da campanha. Para a professora Margareth, a campanha materializa e testemunha a importância de se colocar a favor dos demais. “A valorização de projetos como esses ultrapassa as expectativas pelo envolvimento de toda a comunidade escolar”.

Em outubro de 2016, duas professoras haitianas e uma intérprete vieram a Teresina para qualificação profissional. As professoras acompanharam o trabalho desenvolvido na Educação Infantil, onde assistiram palestras e oficinas sobre didática educacional e educação especializada. Para a professora Jovina Nascimento, na Educação Infantil mobilizaram e envolveram pais e alunos nas diversas atividades, dentre elas as edições do Bazar e da Tarde pelo Haiti. Gerlany diz que a experiência foi tão marcante que gerou uma cultura de solidariedade na escola. “Os pais propõem ações permanentes de doação e já perguntam pelo próximo bazar”.

Para os embaixadores, a campanha Inacianos Pelo Haiti foi uma experiência única. Maria Victória Waquim, primeira embaixadora do Diocesano, conta que a interação com os alunos de outros estados e países, além do incentivo dado pela coordenadora geral da campanha, Jimena Castro, foi fundamental nesse processo. “Conseguimos unir nossas ideias em prol de um objetivo comum”. Maria Victória Coimbra, que assumiu a função de embaixadora no colégio, diz que o crescimento pessoal e a reflexão sobre responsabilidade social foram os maiores aprendizados. “Me fez colocar os pés no chão e dar mais de mim”. José Victor fala que aprendeu muito com o povo haitiano sobre perseverança. “Eu percebi a força que esse povo tem e hoje são exemplo pra mim”.

Leia o manifesto na íntegra 

Confira fotos

Deixe um comentário

0 Comentário