Diocesano desenvolve Banco de Temas para produção de redações

11/03/2019 08:13:00 - Atualizada em 15/03/2019 07:33:31 - Por Samira Ramos

Desde o final de fevereiro, o Departamento de Redação do Colégio Diocesano está utilizando uma nova estratégia para auxiliar na preparação para os vestibulares: é o Banco de Temas de Redação. Semanalmente, todas às segundas-feiras, os estudantes do Ensino Médio encontrarão, no curso DioAprova, no portal Moodle, uma proposta diferente de dissertação.

De acordo com o coordenador da 3ª série do Ensino Médio, professor Aílton Cerqueira, as produções devem ser entregues todas as sextas-feiras para o professor da respectiva série cursada pelo estudante. Ele também ressalta que as redações não possuem valor avaliativo formal. “São atividades extras e opcionais, cujo objetivo é levar ao aperfeiçoamento dos seus textos”, conta o professor.

As correções feitas pelos professores seguem as cinco competências estabelecidas pelo Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), são elas: o domínio da modalidade escrita formal da Língua Portuguesa; a compreensão da proposta de redação, aplicando conceitos das diversas áreas de conhecimento para desenvolver o tema dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo em prosa; selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista; demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação; e elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Em dados divulgados pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), órgão responsável pela gestão do maior vestibular do país, das 4,1 milhões de redações corrigidas na última edição do vestibular, somente 55 receberam nota máxima e 112.559 candidatados zeraram a prova. Ainda, segundo o Inep, as principais razões para a nota zero – outra que a não realização da prova – foram a fuga ao tema e cópia do texto motivador.

Para o professor de redação 3ª série do Ensino Médio, João Carlos, além de buscar esclarecer dúvidas surgidas após a correção das redações, estar sempre bem informado é a melhor dica para não correr riscos e obter uma boa nota na prova. “A leitura continua sendo a ferramenta principal para quem quer produzir bons textos. Os estudantes devem estar procurando dados e buscando se informar. Hoje, temos muita informação à nossa disposição e devemos aproveitar isso”, conclui o professor.

 

Deixe um comentário

0 Comentário