Aluno cadeirante da ESAR participa do programa de Fátima Bernardes

24/11/2015 12:32:21 - Por Camila Oliveira

DSC03209DSC03205 (2)Antônio Francisco Brito da Costa tem seis anos e está no 1º ano do Ensino Fundamental e é uma das 21 crianças com necessidades educacionais especiais que estudam na Escola Santo Afonso Rodriguez (ESAR), uma unidade da Associação Nacional de Instrução (ANI), da Rede Jesuíta de Educação, em Teresina (PI). Ele nasceu, com artrogripose congênita, doença que limita o movimento de suas pernas. No entanto, o fato não o impossibilitou de descobrir e de expressar o seu amor pela dança. E essa superação o está levando a se apresentar no programa Encontro, da jornalista Fátima Bernardes, na próxima terça-feira, 2 de junho.

A sua afinidade com a dança foi descoberta nas aulas da professora Cleide Fernando, que o ensaiou para apresentação de uma performance no Dia das Mães, na Escola Santo Afonso Rodriguez. Ele e sua colega de turma e amiga Alícia Paz de Oliveira apresentaram uma coreografia que emocionou a todos.

A apresentação foi filmada e divulgada na internet por Aline Paz de Oliveira, auxiliar administrativa da ESAR e mãe de Alícia. Só no Facebook, teve duas mil curtidas. Depois, a filmagem foi enviada à produção do programa Encontro, da emissora Globo, que agendou a participação dos dois, com suas mães.

DSC03209

A interação entre Alícia e Antônio é intensa. Durante toda a entrevista à equipe do Diocesano, trocaram sorrisos e olhares. Falaram animados da ida ao Rio de Janeiro e estão ansiosos para viajar de avião pela primeira vez.

Francisca dos Santos de Brito, mãe de Antônio, espera que a participação no programa ajude a conseguir o dinheiro para a cirurgia do filho. A intervenção, segundo ela, custa por volta de R$ 30 mil, e possibilitaria que o menino andasse. Ela conta que o filho é estudioso e sonha em ser médico para ajudar pessoas com as mesmas limitações.

Antônio se movimenta rapidamente em sua cadeira de rodas. Mexe os braços e dá a largada. É um corredor nato e aproveita a mobilidade nos ambientes da escola para acelerar, acompanhado por Alícia, que tenta alcançá-lo. Ele solta as rodas da cadeira e abre os braços em um voo imaginário. É só um menino, como tantos outros, que adora velocidade e a sensação de liberdade que ela traz.

A Escola Santo Afonso Rodriguez oferece acompanhamento para 21 alunos diagnosticados com necessidades educacionais especiais. A instituição possui a Sala de Acolhimento, onde eles recebem atendimento social, psicológico escolar, odontológico e nutricional. Eles são acompanhando pelos profissionais do Serviço Social e de Psicologia da instituição. A escola ainda mantém parceria com a Divisão de Educação Inclusiva da Secretaria Municipal de Educação (Semec), Faculdade Santo Agostinho, Facid DeVray e Centro Integrado de Reabilitação-CEIR, que auxiliam nesse processo.

 [srizonfbalbum id=92]

               

Deixe um comentário

0 Comentário