1º Encontro de Educação Infantil da RJE reúne educadores de todo Brasil

03/05/2019 11:49:00 - Atualizada em 03/05/2019 13:40:18 - Por Samira Ramos

Com o tema: “Partilhas de vivências, reflexões, relações e transformações” o 1º Encontro de Educação Infantil da RJE foi realizado nos dias 25 e 26 abril, no Rio de Janeiro. O evento tinha como objetivo reunir educadores das Unidades presentes nas regiões do Brasil para promover trocas e atualizações dos temas que são comuns à Rede. O Encontro teve momentos de espiritualidade, oficinas, mesas redondas e trocas de experiências entre os participantes.

No primeiro momento contou com fala do Irmão Raimundo Barros, SJ, Diretor-Presidente da RJE, que reforçou a importância da intencionalidade e planejamento dos projetos pedagógicos da Rede. A RJE entende que a Educação Infantil é parte essencial da formação do estudante e, por isso, o trabalho da Rede é manter o currículo pedagógico atualizado para toda comunidade educativa. A mensagem também trouxe maior clareza para os documentos internos – a pedagogia inaciana e planejamento estratégico – com objetivo de promover aprendizagens significativas e ir além de avaliações padronizadas. O Irmão trouxe uma leitura do cenário atual da educação: considerações sobre a BNCC (Base Nacional Comum Curricular) e outros documentos nacionais. Sua fala relembrou o compromisso da Rede com a formação dos educadores através dos programas de formação continuada, que conta com iniciativas como cursos de extensão e mestrado.

As oficinas foram divididas em “Expressão e arte na Ed Infantil”; “Descobrindo letras e números com os ‘Pingos’em ação”; “Aprender brincando – histórias infantis: a atividade social e as organizações narrativas e descritivas de livros de histórias infantis”. Uma breve apresentação das oficinas pôde ser assistida numa apresentação coletiva no dia seguinte – momento de trocas e muita descontração!

Os educadores compuseram mesas redondas, refletiram temas específicos e pertinentes ao cotidiano: ”O caráter formativo das avaliações na Ed. Infantil: Conhecendo a Documentação Pedagógica”; “Os espaços de aprendizagem como ferramenta para o desenvolvimento infantil”; “Como o educador desenvolve o socioemocional e espiritual no aluno inaciano? ”; “Somos todos iguais? A inclusão é inevitável?”; “O ‘Debate Crítico e argumentação em sala de aula: o trabalho com Projetos Didáticos”.

O último dia foi separado para discussão e organização de um documento final, o qual consta nossos agradecimentos, desafios e projetos. Também fez parte do desfecho, apresentações de ações e projetos infantis de todas as Unidade – a riqueza cultural e criatividade dos temas foram destaques das apresentações. O encontro resultou em propostas concretas e que serão encaminhadas para as equipes diretivas. Os participantes demonstraram alegria e satisfação pelos momentos de trocas e pertencimento à Rede.

Segundo a coordenadora geral do Diocesano Infantil, professora Luiza Maria Ferreira, o 1º encontro de Educação Infantil da RJE foi uma ótima oportunidade para trocar experiências e pensar juntos sobre as possibilidades para o futuro. “Tivemos oficinas, mesas redondas e muitos momentos de reflexão. Todos os nossos pensamentos foram sistematizados de forma que seja gerado um documento sobre o cenário atual da Educação Infantil e o que queremos para o futuro”, afirma a coordenadora. Futuro este que, de acordo com a coordenadora pedagógica, professora Eva Barros, coloca a Educação Infantil em evidência. “O evento e tudo que foi discutido nos deixou com a certeza de que a Rede está com o olhar voltado para o Ensino Infantil. Foram momentos de integração e partilha”, ressalta a professora.

Compareceram educadores das Unidades de várias regiões do Brasil: Colégio Anchieta (RJ), Colégio Anchieta (RS), Colégio Catarinense (SC), Colégio Diocesano Infantil (PI), Colégio dos Jesuítas (MG), Colégio Santo Inácio (CE), Colégio São Luís (SP), Colégio São Francisco Xavier (SP), Colégio Medianeira (PR), Centro Educacional Nhá Chica (MG), Escola Padre Arrupe (PI), Escola Santo Afonso Rodriguez (PI) e CEPAC (RJ).

Fonte: Rede Jesuíta de Educação 

Deixe um comentário

0 Comentário