Lançamento de "Sabedoria das Idades - Papa Francisco e Amigos" traz reflexões sobre o diálogo intergeracional

24/10/2018 12:53:00 - Atualizada em 25/10/2018 09:14:40 - Por Camila Oliveira

          A Roda de Conversa para o lançamento do livro “Sabedoria das Idades – Papa Francisco e Amigos” chamou atenção para a necessidade de valorizar o conhecimento e experiência dos idosos.  Durante o evento, foi veiculado o pronunciamento feito pelo papa Francisco para o lançamento mundial da obra. A proposta do livro é promover um diálogo intergeracional para que possamos construir um mundo com mais amor e justiça.

O debate contou com a presença do bispo emérito Dom Mauro Morelli, que assina o prefácio do livro; do arcebispo metropolitano de Teresina, Dom Jacinto Brito; do diretor-presidente da Rede Jesuíta de Educação, Ir. Raimundo Barros, SJ; da docente da Universidade Federal do Piauí e pesquisadora em Políticas Públicas, Envelhecimento e Família, professora Dra. Solange Maria Teixeira; da representante do Conselho Municipal dos Direitos dos Idosos, Maria do Socorro Rodrigues da Silva; e da integrante do Núcleo da Promoção da Terceira Idade, Hosana Marques de Araújo Ferreira.

          Para Dom Jacinto Brito, o conjugar de sabedorias das diversas idades enriquece o ser humano. "Desde o início de seu pontificado, papa Francisco tem tido um olhar muito carinhoso sobre os idosos. Usando as palavras dele, são pessoas que têm uma sabedoria a comunicar e uma riqueza de vida que não pode ser ignorada", comenta o bispo. De acordo com Dom Mauro Moreli, "o papa está dizendo: vamos olhar o mundo com esperança, as crianças estão aí para renovar o mundo e a juventude trará vigor para abrir caminho para um novo tempo. Que tenhamos um grande amor pela vida quando atingirmos a idade mais avançada".

          O trabalho desenvolvido pelo Núcleo de Promoção da Terceira Idade do Centro Social Padre Arrupe foi lembrado na fala do Ir. Raimundo Barros, SJ. O jesuíta ressaltou o pertencimento e a autonomia que a participação em grupos de convivência desperta nas pessoas idosas. "O título desse livro foi muito feliz. A sabedoria é comum a todos, só precisamos nos reconhecer como sábios. E "das idades" chama para o diálogo intergeracional, em que todos aportam para a construção de uma sociedade mais harmônica", afirmou.

           A longevidade foi apontada como um fenômeno contemporâneo pela professora Solange Teixeira. "Esse livro vem num momento muito oportuno, em que o envelhecimento se amplia cada dia mais, e ele traz a reflexão sobre as necessidades que temos e as que teremos", salientou. A docente enfatizou que é preciso pensar em políticas públicas que atendam aos novos anseios sociais advindos do envelhecimento acelerado. "Estamos comemorando nesta semana os 15 anos do Estatuto da Pessoa Idosa, então este livro não poderia ter sido lançado em data melhor", pontua a representante do Conselho Municipal dos Direitos dos Idosos, Maria do Socorro Silva.

           "Enfrentamos diferentes fases na vida adulta até chegarmos ao envelhecimento, em que trazemos as coisas principais que aprendemos ao longo dos anos: a beleza, os desafios, a sabedoria e a experiência", salienta a integrante do Núcleo da Promoção da Terceira Idade, Hosana Marques.  O administrador da Província Brasil, padre Geraldo Kolling, SJ, ressalta que o livro do papa Francisco é uma oportunidade para que os mais velhos compartilhem suas vivências para, assim, facilitar a caminhada dos mais jovens. "Que possamos ler, divulgar, favorecer a boa leitura e o diálogo entre as gerações, a possibilidade de revigorar a esperança", destacou. "Tenho certeza que sairemos daqui com uma reflexão e com um compromisso mais profundo de salvaguardar o legado da humanidade", enfatizou o diretor geral do Colégio Diocesano, padre Vicente Zorzo, SJ.



Dom Mauro Morelli autografa livros ao final do lançamento


Companhia de Jesus em Teresina mantém projeto para a terceira idade

          O lançamento do livro “Sabedoria das Idades – Papa Francisco e Amigos” ocorreu mundialmente no dia 23 de outubro. No Brasil, o Colégio Diocesano sediou o evento. A capital piauiense foi escolhida porque abriga um dos mais consistentes projetos da Companhia de Jesus voltados à terceira idade: o Centro Social Padre Arrupe.

                Por meio do Núcleo de Promoção da Terceira Idade, fundado há oito anos, o Centro Social atende 640 idosos de Teresina, oferecendo atividades físicas, lúdicas, recreativas, celebrativas e educativas. O objetivo é proporcionar mais saúde e qualidade de vida para os idosos. As ações do núcleo são desenvolvidas de forma contínua, com atendimento permanente para fortalecimento de vínculos familiares e comunitários das pessoas idosas.

Deixe um comentário

0 Comentário