Diocesano Infantil promove atividades voltadas para a Campanha da Fraternidade

11/03/2019 11:34:00 - Por Samira Ramos

A Campanha da Fraternidade, que traz como tema para 2019 “Fraternidade e Políticas Públicas”, foi lançada oficialmente no Diocesano e Diocesano Infantil. Ao longo do período da Quaresma, serão desenvolvidas com os estudantes do Ensino Infantil, Fundamental e Médio, atividades voltadas ao tema.

No Diozinho, as crianças do Maternal I ao 1º ano do Ensino Fundamental aprendem sobre os princípios relacionados aos direitos das crianças. Com o projeto “Todos cuidando de todos”, os pequenos têm acesso à “Carta da Terra para as Crianças”, que traz uma mensagem sobre cuidados com o planeta e com as pessoas. “Buscamos despertar nos alunos o aspecto do ser cidadão. Ser cidadão é se preocupar principalmente com o bem comum, pelos direitos dos outros, pela justiça”, ressalta o Superior do Núcleo Apostólico de Teresina, padre Pedro Vicente Ferreira, SJ,

De acordo com a coordenadora pedagógica, professora Deborah Helany, a ideia é trazer o tema para a linguagem das crianças, buscando conscientizá-las de que elas devem fazer sua parte nesse processo. “Cada segmento terá seu próprio princípio ético simbolizado em forma de uma semente, que será regada e cuidada todos os dias por eles”, conta a coordenadora.

Já no Diocesano, o lema da campanha - “Serás libertado pelo direito e pela justiça” - está sendo trabalhado durante as aulas de Ensino Religioso e é o projeto das Avaliações Diferenciadas da disciplina. Além disso, o Colégio recebe uma decoração apropriada para o período. “Uma cruz, simbolizando o período da Quaresma, foi colocada no hall do colégio. Nela haverá palavras relacionadas às políticas públicas e o que elas devem promover. Dessa forma, a comunidade escolar estará constantemente sendo lembrada da importância do tema para a sociedade atual”, afirma o coordenador de Pastoral, Roberivan Mariano.

 Atenta ao cenário atual mundial, a Campanha da Fraternidade deste ano tem como intuito levar à comunidade cristã a refletir sobre a forma como as políticas públicas – ou a falta delas – atingem a vida cotidiana da população, estimulando a participação da comunidade, à luz da Palavra de Deus e da Doutrina Social da Igreja, na melhoria e fiscalização das mesmas.

As políticas públicas são ações e programas desenvolvidos para garantir e colocar em prática direitos que são previstos na Constituição Federal e em outras leis. Uma vez que áreas vitais para o funcionamento da sociedade como a saúde, segurança e espaços públicos se encontram sucateados, a campanha evoca uma preocupação de todas as instituições que constituem o Estado. “Hoje vemos um equívoco em que o governo usufrui do Estado para seu benefício, reivindicando para si os direitos e bens coletivos. As políticas públicas ficaram em segundo plano”, afirma o diretor geral do Diocesano e Diocesano Infantil, padre Vicente Zorzo, SJ.

Ainda de acordo com ele, as instituições de ensino têm uma participação fundamental na luta pela reivindicação dos direitos. “A escola é uma instituição que ajuda a constituir o Estado e que tem a obrigação de reivindicar os direitos para a sociedade. Por isso, é importante que nossos alunos, ex-alunos e colaboradores tenham consciência de que, como cidadãos, precisam estar atentos ao bem comum e a coletividade”, enfatiza o diretor.

(Com informações do portal da CNBB)

Deixe um comentário

0 Comentário